Colher o que se planta

Ninguém está preparado para colher o que semeia....sobretudo em caso de semear ventos e colher tempestade.
Lá diz   Bíblia e com razão, mais uma vez....todo aquele que está em cima... veja bem para que não caia.......

Não sei

Não sei quem sou
Sei que fui demasiado tempo quem não queria ter sido
Sei que não quero mais ser assim
Quero acordar amanhã, e qual um novo dia ser eu também um nova pessoa
Ser alguém
Alguém importante para mim própria
Tal como areia da praia ser lavada pelo mar
Ser nova. Ser diferente. Ser eu
Ser aquela que finalmente entendeu o Amor  e o recebeu
Receber de braços abertos Aquele que por mim morreu exactamente assim...de braços abertos
Que me escolheu, quando podia não o ter feito
Até na cruz o meu Jesus estava de braços abertos para mim à minha espera.
É esta pessoa que eu desejo ser.
Aquela que não esquece quem é , que ama, que  ainda tem  uma réstia de inocência
Que tem presente o seu passado para avançar para o futuro
Ser a serva que Deus deseja que eu  seja e mais nada

Remediar

Costuma-se dizer " o que não têm remédio, remediado está ".
Por vezes eu, ao tentar remediar alguma coisa, não só a torno pior como a torno um fardo quase insuportável para mim.
Dei-me conta que tento muitas vezes...e remediar também muitas vezes.
Só quando paro, a sério, e vejo noutra perspectiva, consigo perceber...as vezes que dei...dei....dei... e não pedi nada em troca. E poucas foram as que recebi. Às vezes nem uma palavra de ânimo, encorajamento, ou até um abraço. Sei que vale a pena....vale sempre a pena. Mas é tão desgastante.
Estou num ponto, onde uma das poucas coisas que desejo é ter uma mente igual à de Cristo, pensamentos justos, putos, verdadeiros, amáveis...e relembrar-me que não há nenhum justo. Porém isto é tão cansativo mentalmente para mim. Estou em construção, sei disso, mas queria tanto ser diferente.

Preço

Hoje ao tomar a Ceia o pastor resolveu fazer algo diferente..e no meio  fiquei eu a entregar-lhe o pão e o sumo de uva.
Quando lhe entreguei, olhei nos olhos dele e disse-lhe que gostava muito dele.
Ao dizer isto, imediatamente, veio à minha memória quando demos início a este trabalho aqui na margem sul, às horas wm oração que passamos, as conversas,  os sonhos...enfim começámos juntos, pela imensa,imensa graça de Deus.
Quando éramos apenas 3 casais e o casal pastoral. Quando não havia mais ninguém... Quando apenas era a semente que Deus tinha colocado nos nossos corações.
E no meio desta memória, dei-me conta que tenho pago um preço elevado. Ao olhar para as pessoas que lá estavam apeteceu- me chorar. Nenhuma delas imagina. Quando chegaram, já estava "a mesa praticamente posta"
E a graça de Deus tem sido realmente sobrenatural.
Como não amar, servir, seguir a Deus quando Ele deu o que de mais precioso tinha. E o Seu filho não morreu só...Ele ressuscitou!  E este trabalho de iniciar uma comunidade/ igreja só nasceu, cresceu e subsiste por isso mesmo. Pela graça de Deus naqueles que pagam o preço. Por isso hoje mais do ontem :
O meu grande desejo e a minha esperança são de nunca falhar no meu dever, para que, sempre e agora ainda mais, eu tenha muita coragem. E assim, em tudo o que eu disser e fizer, tanto na vida como na morte, eu poderei levar outros a reconhecerem a grandeza de Cristo.
Filipenses 1:20 NTLH
E que Deus continue a ter misericórdia de mim

Às vezes dá -me para isto

Tenho tantas saudades de ser criança! !!!!